• Português
  • Espanhol
Maceió
+29°C

Folclore

Alagoas se configura como estado que detém a maior diversidade de manifestações culturais populares, com destaque para os 27 tipos de folguedos e danças populares que são fonte de referência para estudiosos e artistas de todo o país. As baianas, o bumba-meu-boi, a cavalhada, o fandango, o guerreiro, pastoril, quilombo e reisado são os mais conhecidos folguedos que compõem o diversificado folclore alagoano:

Reisado

Originário da cultura portuguesa, onde era costume a saída de grupos, durante o período natalino, de casa em casa anunciando o nascimento de Jesus, o nosso Reisado é similar ao vasto ciclo de folguedos derivados das "Janeiras" e "Reis", que encontramos no folclore de outros estados brasileiros.

Fandango

Ao contrário do sul do Brasil, onde o fandango é um baile com dança de pares, de origem espanhola, este auto é uma dança dramática com motivo náutico, com forte inspiração portuguesa. Esta influência, aliás, está bem presente nas cores das vestimentas dos participantes (azul e branco) e no acompanhamento das cantigas, executado por violão e cavaquinho.

Bahianas

Oriundo do Sul de Pernambuco, este folguedo penetrou em nossa cultura, inicialmente, como clube de carnaval, fixando-se, posteriormente, como função natalina. É uma modificação rural do Maracatu, em que elementos do Pastoril e dos Côcos se misturam a danças e canções de nítida influência religiosa negra, sem a participação da corte e da boneca, como no caso daquele.

Bumba-Meu-Boi

O Bumba-Meu-Boi é uma manifestação que celebra o boi, representado em quase todo o Brasil, com pequenas variações de nome e estilo. O "boi", uma armação de madeira recoberta de tecido vistoso, é conduzido por dois vaqueiros, entre danças e trejeitos, no meio da multidão. Durante o auto, é comum a apresentação de pequenas coreografias relativas a outros animais.

Pastoril

De origem lusitana, reproduz peças natalinas defronte a presépios ou em tablados armados com esta finalidade, e é o mais popular e difundido folguedo de Natal no Folclore de Maceió. Em geral, participam apenas moças, (pastorinhas), em número de doze, ou mais, divididas em dois cordões, o azul e o encarnado, cores que ostentam nas vestes (faixas, aventais, saias, blusas ou boleros).

Cavalhada

Realizado em parques especialmente construídos com essa finalidade, praças ou locais amplos, próximos às igrejas, consiste, basicamente, em uma corrida de cavalos, em que os competidores tentam tirar o maior número de argolas suspensas por uma garra. Os competidores, em número de doze, divididos em dois "cordões", iniciam o folguedo com uma visita à igreja ou ao santo, que é colocado num pedestal, enfeitado no local da corrida.

Guerreiro

É uma seqüência de cantigas dançadas por um conjunto de bailarinos paramentados de vestimentas multicoloridas, imitando antigos trajes da nobreza colonial. Nestes paramentos, a seda, o brocado e os metais e pedras preciosas são substituídos, pelo gosto e possibilidade econômica do povo, por fitas, espelhos, enfeites de árvore de natal, contas coloridas, diademas e coroas de imitação.

Quilombo

Inicialmente, tido como originário dos acontecimentos na Serra da Barriga, o Quilombo é, na verdade, uma adaptação alagoana de danças que representam lutas, ora entre brancos e negros, ora índios, ora mouros e cristãos. O Quilombo pode ser representado em qualquer época do ano, mas é mais comum em festividades religiosas: de padrociras e natalinas.



 Pousada Praia Verde Macei



Desenvolvido em © 2008 | Guia Maceió | www.guiamaceio.com
Tel / Fax.: 0055 (82) 3327-5513 - Maceió – Alagoas – Brasil.
Links Amigos